Modular Airborne Fire Fighting System

Passe o mouse sobre a imagem para identificação e clique sobre ela para ver maior.

Lockheed SC-130 Hercules do Esquadrão Coral - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Os reservatórios de água são abastecidos por um caminhão do Corpo de Bombeiros - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br O SC-130 Hercules saindo para mais uma missão - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Lockheed SC-130 Hercules do Esquadrão Coral - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br
Lockheed SC-130 Hercules do Esquadrão Coral - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Lockheed SC-130 Hercules do Esquadrão Coral - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Lockheed SC-130 Hercules do Esquadrão Coral - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Lockheed C-130 Hercules do Esquadrão Cascavel, que transportou a equipe de solo e os equipamentos - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br
O SC-130 Hercules do Esquadrão Coral retornando para a BACG - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Lockheed SC-130 Hercules do Esquadrão Coral - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Lockheed SC-130 Hercules do Esquadrão Coral - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Lockheed SC-130 Hercules do Esquadrão Coral - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br
Sem desligar os motores, as tripulações são trocadas entre cada missão - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Os emblemas do GTT e da Quinta Força Aérea estão aplicados nos estabilizadores verticais dos Hercules - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Porta de acesso do FAB-2459. A janela retangular indica que originalmente era um SC-130E - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Com a modernização, o SC-130 passou a contar com uma Auxiliar Power Unit (APU) para manter os sistemas funcionando no solo - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br
Os Hercules do Esquadrão Coral já foram modernizados, recebendo o novo painel de instrumentos - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br O emblema do Esquadrão Coral está aplicado no lado esquerdo dos seus Hercules. No lado direito está o emblema do Esquadrão Cascavel - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br O FAB-2459 equipado com o Modular Airborne Fire Fighting System (MAFFS) - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Os tubos de descarga do MAFFS na posição de lançamento. Quando em voo de translado, eles giram para cima - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br
Os tubos de descarga e o posto do operador do sistema - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br O MAFFS possui cinco tanques para água ou retardantes químicos. O equipamento embarcado, com os tanques cheios, pesa 13.000 kg - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br O posto do operador do MAFFS - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Painel de controle do MAFFS - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br
Cada MAFFS conta com dois reservatórios no solo, além do gerador de energia e a bomba de água - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br A equipe de abastecimento do MAFFS preparando os equipamentos - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br O abastecimento é feito através de um único ponto, acessado pela porta traseira do lado direito do SC-130 - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br A capacidade total dos tanques é de 10.000 litros de água ou retardante químico - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br
O gerador de energia, as caixas com retardante químico e a bomba de água - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br O SC-130 Hercules saindo para mais uma missão - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Lockheed SC-130 Hercules do Esquadrão Coral - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Lockheed SC-130 Hercules do Esquadrão Coral - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br
Na zona de lançamento, o SC-130 faz uma primeira passagem para reconhecimento, sem lançar água - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br A passagem para lançamento é feita numa altitude de 150 a 200 metros, na direção contrária ao vento - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Em cinco segundos, o SC-130 pode despejar os 10.000 litros de água sobre uma área de 20 metros de largura por 400 metros de comprimento - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br Por ser um treinamento, em cada missão o SC-130 fazia duas passagens sobre o alvo, soltando metade da carga em cada uma delas - Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

 

Entre os dias 29 de fevereiro e 02 de março de 2012, o Primeiro Grupo de Transporte de Tropa (1º GTT) da Força Aérea Brasileira realizou na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, um treinamento com o Modular Airborne Fire Fighting System (MAFFS), simulando o combate a incêndios florestais. O MAFFS é um sistema aerotransportado desenvolvido pela Força Aérea Americana para capacitar os seus Lockheed C-130 Hercules a realizarem esse tipo de missão. Durante o treinamento deste ano, a aeronave utilizada foi o SC-130 Hercules FAB-2459 do Esquadrão Coral, com o C-130 Hercules FAB-2453 do Esquadrão Cascavel como aeronave de apoio, transportando a equipe de solo e os equipamentos. Os lançamentos de água foram feitos sobre uma área de pastagem da Fazenda Metello, na zona rural de Campo Grande. Todas as fotos são de Luciano Porto.

 

Copyright © www.spotter.com.br - Reservados todos os direitos - All rights reserved