.


.

ÚLTIMAS ATUALIZAÇÕES

.


.

ao de

Na última atualização, publicamos 7 novas fotos na página do 1º/1º GT Esquadrão Gordo, sediado na Base Aérea do Galeão, na cidade do Rio de Janeiro. Na imagem acima, o Lockheed KC-130M Hercules FAB-2462 na curta final para pouso na Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, no dia 07 de junho, após realizar uma missão de reabastecimento em voo com os A-1M dos esquadrões Centauro e Poker. Essa aeronave retornou recentemente de Portugal, onde passou por manutenção na OGMA (Indústria Aeronáutica de Portugal, antiga Oficinas Gerais de Material Aeronáutico), uma empresa controlada pela EMBRAER. A Força Aérea Brasileira assinou em 2018 um contrato para realizar a manutenção de doze Hercules de sua frota (oito C-130 de transporte, dois C-130 de combate à incêndios florestais e dois KC-130 de reabastecimento em voo), com previsão de entrega da última aeronave em outubro de 2023. Com o anúncio da revisão do contrato do KC-390, prevendo a redução pela metade das encomendas e a entrega de uma aeronave por ano, certamente ainda teremos os Hercules operando no Esquadrão Gordo por muitos anos. As aeronaves mais antigas são as de reabastecimento em voo (FAB-2461 e FAB-2462), que chegaram ao Brasil em 1976 para reabastecer os Northrop F-5E Tiger II, que também continuam em uso.

Foto: Rafael Beltrame - rafaelrcb@gmail.com

.


.

.Siga as últimas atualizações pelo Instagram:

.


.

ao de

Na atualização anterior, publicamos 7 novas fotos nas páginas de dois Esquadrões de Transporte Aéreo que utilizam o C-97 Brasília: o ETA Esquadrão Pégaso, sediado na Base Aérea de Canoas, no Rio Grande do Sul, e do 7º ETA Esquadrão Cobra, sediado na Base Aérea de Manaus, no Amazonas. Na imagem acima, o Embraer C-97 Brasília FAB-2008 do Esquadrão Pégaso pousando na Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, no dia 02 de abril. A Força Aérea Brasileira não mantém nenhum esquadrão de transporte médio ou pesado na Região Sul, cabendo ao ETA atender as necessidades de transporte leve no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, mas eventualmente também faz deslocamentos para outras regiões. O símbolo do 5º ETA é o pégaso, o cavalo alado da mitologia grega. O seu lema é "Quando a espada é curta, dá-se um passo a mais".

Foto: Rafael Beltrame - rafaelrcb@gmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer C-97 Brasília FAB-2006 do Esquadrão Cobra decolando da Base Aérea de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, no dia 04 de maio. Para atender as necessidades de transporte médio na Região Norte, a Força Aérea Brasileira conta com o Esquadrão Arara (também sediado em Manaus), cabendo aos C-97 do 7º ETA e do 1º ETA (sediado em Belém) a responsabilidade pelas missões de transporte leve no Pará, Amazonas, Amapá, Roraima, Acre e Rondônia. A manutenção das aeronaves C-97 da Força Aérea Brasileira é realizada por uma empresa particular instalada junto ao Aeroporto Internacional de Campo Grande, e por esse motivo é muito comum a presença dessas aeronaves, inclusive realizando voos para testes e checagem.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.


.

.MAIO

.


.

ao de

No dia 30 de maio, publicamos 7 novas fotos nas páginas do /15º GAv Esquadrão Onça, sediado na Base Aérea de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, e do 1º/10º GAv Esquadrão Poker e /10º GAv Esquadrão Centauro, ambos sediados na Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Na imagem acima, o CASA/EADS C-105 Amazonas FAB-2811 do Esquadrão Onça no Aeroporto de Goiânia/Santa Genoveva, no dia 18 de maio. Da mesma forma que o Esquadrão Zeus, o Esquadrão Onça participou de um exercício em conjunto com a Brigada de Operações Especiais do Exército Brasileiro, realizando saltos enganchados e livres, inclusive no período noturno. O emprego de aeronaves de tamanho e performance diferentes tem o objetivo de adestrar os paraquedistas nos procedimentos específicos de cada uma delas, qualificando a Brigada de Operações Especiais para missões de lançamento em diferentes velocidades e altitudes.

Foto: Marco Aurélio do Couto Ramos - makitec@terra.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer/Alenia/Aermacchi A-1BM FAB-5654 de uso compartilhado entre o Esquadrão Centauro e o Esquadrão Poker, na curta final para pouso na Base Aérea de Santa Maria, no dia 29 de abril. Além da formação de novos pilotos na própria Base Aérea de Santa Maria, os biplaces FAB-5652 e FAB-5654 são utilizados em missões de instrução com os casulos Rafael LITENING e RECCELITE, de ataque e reconhecimento tático. Geralmente os pilotos que chegam ao 1º/10º e /10º GAv são provenientes dos esquadrões do GAv, onde voavam o Super Tucano, e como as duas aeronaves utilizam praticamente a mesma aviônica e painel de instrumentos, a adaptação é mais simples e rápida.

Foto: Rafael Beltrame - rafaelrcb@gmail.com

.

.

ao de

No dia 23 de maio, publicamos 9 novas fotos nas páginas do GTE Grupo de Transporte Especial, sediado na Base Aérea de Brasília, no Distrito Federal, e do 1º GTT Esquadrão Zeus, sediado na Base Aérea de Anápolis, em Goiás. Na imagem acima, o Airbus VC-1 FAB-2101 "Santos-Dumont" do GTE na Base Aérea de Campo Grande no dia 14 de maio, trazendo o Presidente Jair Bolsonaro para uma visita oficial ao Mato Grosso do Sul. Além do VC-1, o GTE utilizou nessa missão o VC-2 FAB-2590 "Bartolomeu de Gusmão" trazendo parte da comitiva presidencial e o FAB-2591 "Augusto Severo" como aeronave de reserva, além de aeronaves VC-99 para as equipes de cerimonial e segurança. Dessa vez o GTE não trouxe os seus helicópteros VH-35 e VH-36, e para o deslocamento entre Campo Grande e Terenos utilizou um H-36 Caracal do Esquadrão Puma e um H-60L Black Hawk do Esquadrão Pelicano. Para o transporte do pessoal de apoio e equipamentos, vieram um C-95BM Bandeirante do Esquadrão Guará e um C-130M do Esquadrão Gordo. A visita durou pouco mais de cinco horas, com o presidente retornando para Brasília no meio da tarde.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer KC-390 Millennium FAB-2853 do Esquadrão Zeus pousando na Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, no dia 29 de abril. Essa aeronave foi utilizada para transportar do Rio Grande do Sul para Roraima os equipamentos e material de apoio dos militares do Comando Militar do Sul do Exército Brasileiro que participam da Operação Acolhida, coordenada pelo Governo Federal para auxiliar os refugiados venezuelanos. Os 533 militares voluntários foram transportados de Porto Alegre para Boa Vista em aeronaves comerciais fretadas, e para realizar esse tipo de missão a Força Aérea Brasileira pretende comprar duas aeronaves do porte do Airbus A330 ou Boeing 767 para reativar o 2º/2º GT Esquadrão Corsário e proporcionar o rápido deslocamento de grande quantidade de pessoal e carga.

Foto: Rafael Beltrame - rafaelrcb@gmail.com

.

.

ao de

No dia 16 de maio, publicamos 10 novas fotos nas páginas dos esquadrões de helicópteros utilizados na visita do Presidente Jair Bolsonaro ao Mato Grosso do Sul, no dia 14 de maio: o /10º GAv Esquadrão Pelicano, sediado na Base Aérea de Campo Grande, e o / GAv Esquadrão Puma, sediado na Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro. Na imagem acima, o Sikorsky H-60L Black Hawk FAB-8907 do Esquadrão Pelicano decola da BACG levando o presidente para a cidade de Terenos, com o H-36 Caracal do Esquadrão Puma atuando como aeronave de apoio. Essa missão foi muito relevante para o Esquadrão Pelicano, pois normalmente um Presidente da República utiliza somente as aeronaves do GTE ou excepcionalmente os H-36 do Esquadrão Puma, o que demonstra a elevada confiabilidade que a Unidade possui dentro da Força Aérea Brasileira.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Helibras (Airbus Helicopters) H-36 Caracal FAB-8518 do Esquadrão Puma. Essa aeronave está equipada com flutuadores, sistemas de autoproteção com RWR (Radar Warning Receiver), LWR (Laser Warning Receiver) e MAWS (Missile Approach Warning System), além do guincho elétrico sobre a porta direita, podendo ainda receber uma torreta FLIR (Forward Looking Infra-Red) na parte inferior do nariz e um farol de busca, para cumprir missões de Combate-SAR.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 09 de maio, publicamos 7 novas fotos nas páginas do IPEV Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo, sediado em São José dos Campos, São Paulo, e do 1º GDA Esquadrão Jaguar, sediado na Base Aérea de Anápolis, em Goiás. Na imagem acima, o Embraer C-97 Brasília FAB-2010 do IPEV decolando de São José dos Campos no dia 06 de maio. O Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo está subordinado ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial e as suas instalações, incluindo hangares, estação de telemetria, laboratórios de instrumentação e calibração ocupam o setor Norte do Aeroporto Internacional Professor Urbano Ernesto Stumpf, compartilhando a pista 16-34 com a Embraer, que ocupa todo o setor Sul. No mesmo aeroporto está o MAB Memorial Aeroespacial Brasileiro, com diversas aeronaves expostas.

Foto: Gisele Orquídea - giseleorquidea@gmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o Northrop/Embraer F-5EM Tiger II FAB-4866 na final para pouso na pista 06-24 da Base Aérea de Anápolis, em Goiás, no dia 28 de abril. Originalmente utilizada pelo 64th Aggressor Squadron do USAF Warfare Center em Nellis AFB, essa aeronave iniciou a sua carreira na Força Aérea Brasileira em 1988, quando os pilotos do Esquadrão Pampa trouxeram dos Estados Unidos o segundo lote de F-5E adquirido pela FAB. Depois de modernizada, ela foi utilizada pelo Primeiro Grupo de Caça até 13 de dezembro de 2010, quando foi transferida para o Esquadrão Pacau. Depois de quase dez anos em Manaus, ela voltou para o Primeiro Grupo de Caça e agora está no Esquadrão Jaguar, onde deve voar mais alguns anos até ser substituída pelo SAAB F-39E Gripen.

Foto: Marco Aurélio do Couto Ramos - makitec@terra.com.br

.

.

ao de

No dia 02 de maio, publicamos 7 novas fotos nas páginas dos esquadrões responsáveis pelo patrulhamento aéreo da fronteira Oeste do Brasil: o /3º GAv Esquadrão Grifo, sediado na Base Aérea de Porto Velho, em Rondônia, e do 3º/ GAv Esquadrão Flecha, sediado na Base Aérea de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Na imagem acima, o Embraer A-29A Super Tucano FAB-5713 do Esquadrão Flecha pousando na BACG no dia 19 de abril. O cartazete na parte traseira do canopí informa a frequência de rádio que a aeronave interceptada deve acionar para receber as instruções da aeronave interceptadora. De acordo com protocolos internacionais, essa informação deve ser apresentada no lado direito do interceptador, pois o contato visual entre as aeronaves será sempre pelo lado esquerdo, de forma que os pilotos possam se ver o tempo todo. Caso a aeronave não acione a frequência 121,5 e se recuse a obedecer as instruções visuais, tem início uma sequência de ações mais incisivas com o objetivo de fazer essa aeronave pousar em um aeroporto indicado pelo interceptador, ou ela poderá ser abatida.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer A-29B Super Tucano FAB-5934 do Esquadrão Grifo taxiando na Base Aérea de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, no dia 23 de março. Interessante observar que essa aeronave, além do cartazete no canopí, apresenta a informação CALL 121,5 de forma bem visível no tanque de combustível da asa direita. É comum aeronaves do Grifo pousarem na BACG, assim como aeronaves do Flecha pousarem na BAPV, pois muitas vezes precisam acompanhar as aeronaves suspeitas por distâncias muito grandes, e mesmo utilizando dois tanques de combustível sob as asas, precisam reabastecer para retornarem às suas bases de origem.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.


.

.ABRIL

.


.

ao de

No dia 25 de abril, publicamos 8 novas fotos nas páginas do /10º GAv Esquadrão Pelicano, sediado na Base Aérea de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, e do / GAv Esquadrão Orungan, sediado na Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro. Na imagem acima, o Airbus SC-105 Amazonas FAB-6552 do Esquadrão Pelicano taxiando na BACG no dia 23 de março. Atualmente o /10º GAv conta com três SC-105 Amazonas SAR, recebidos em 03 de agosto de 2017 (FAB-6550), 24 de novembro de 2019 (FAB-6551) e 14 de dezembro de 2020 (FAB-6552). O FAB-6550 em breve será enviado para a Espanha onde vai receber a sonda de reabastecimento em voo, com previsão de começar ainda neste semestre a qualificação dos pilotos para realizarem missões com REVO.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Lockheed / CASA P-3AM Orion FAB-7202 do Esquadrão Orungan decolando do Aeroporto Internacional Professor Urbano Ernesto Stumpf, em São José dos Campos, São Paulo, no dia 23 de janeiro. Com capacidade de vigilância marítima de longo alcance e guerra antissubmarino (ASW), o P-3AM é capaz de atuar em missões com duração de até 16 horas, monitorando alvos com o sistema tático FITS (Fully Integrated Tactical System), radares de abertura sintética (SAR) e de abertura sintética inversa (ISAR), indicador de alvos móveis (MTI) e a torreta com sensores infravermelhos (FLIR). Além da proteção costeira e marítima do país, o Esquadrão Orungan tem papel determinante nas missões de busca e salvamento (SAR) no Atlântico Sul, onde o Brasil é responsável pela segurança aérea e marítima de uma área com mais de seis milhões de quilômetros quadrados.

Foto: David Branco Filho - davidbranco.sjk@gmail.com

.

.

ao de

No dia 18 de abril, publicamos 8 novas fotos nas páginas do 1º/15º GAv Esquadrão Onça, sediado na Base Aérea de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, e do / GT Esquadrão Condor, sediado na Base Aérea do Galeão, na cidade do Rio de Janeiro. Na imagem acima, o CASA/EADS SC-105 Amazonas FAB-2810 do Esquadrão Onça decolando da BACG no dia 22 de janeiro. Com a entrada em serviço do FAB-6551 no Esquadrão Pelicano em novembro de 2019, o FAB-2810 foi entregue ao Onça, que já havia recebido o FAB-2811 em 2018 quando o Pelicano recebeu o FAB-6550. Mas, ao contrário do FAB-2811, que recebeu uma nova pintura sem as marcações SAR e passou a ser identificado como C-105 para realizar somente missões de transporte, o FAB-2810 não foi modificado e ainda está com as mesmas cores, atuando como uma aeronave de duplo emprego e realizando missões de transporte e também de busca e salvamento em apoio ao Esquadrão Pelicano.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer C-99A FAB-2522 do Esquadrão Condor pousando na Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, no dia 02 de abril. Todos os C-99A do / GT são pintados de cinza e voam missões de transporte de pessoal e carga, especialmente as mais urgentes e de longa distância, atendendo as necessidades da FAB no Brasil e no exterior. Para as missões de curta distância ou pequena quantidade de carga e pessoal, o Esquadrão Condor utiliza os seus Embraer C-97 Brasília.

Foto: Rafael Beltrame - rafaelrcb@gmail.com

.

.

ao de

No dia 11 de abril, publicamos 9 novas fotos nas páginas do 1º/10º GAv Esquadrão Poker e do /10º GAv Esquadrão Centauro, sediados na Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, e do/6º GAv Esquadrão Guardião, sediado na Base Aérea de Anápolis, em Goiás. Na imagem acima, o Embraer/Alenia/Aermacchi A-1AM FAB-5527 pousando na BASM no dia 02 de abril. De uso compartilhado entre o Centauro e o Poker, o FAB-5527 pode realizar missões de ataque de precisão utilizando bombas guiadas pelo casulo designador de alvos Rafael LITENING, e de reconhecimento tático, quando equipado com o casulo Rafael RECCELITE.

Foto: Rafael Beltrame - rafaelrcb@gmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer R-99 FAB-6750 do Esquadrão Guardião pousando na Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, no dia 27 de março. O R-99 realiza missões de vigilância do campo de batalha utilizando o radar de visão lateral de abertura sintética instalado nas laterais da fuselagem e um scanner multiespectral EPS-31T, na parte de baixo. O E-99 realiza missões de Alarme Aéreo Antecipado utilizando o radar Ericsson PS-890 Erieye instalado sobre a fuselagem.

Foto: Rafael Beltrame - rafaelrcb@gmail.com

.

.

ao de

No dia 04 de abril, publicamos 15 novas fotos nas páginas do 2º EIA Esquadrão Apolo, sediado na Academia da Força Aérea, em Pirassununga, São Paulo, e do 1º GTT Esquadrão Zeus, sediado na Base Aérea de Anápolis, Goiás. Na imagem acima, o Neiva T-25C Universal FAB-1908 do Esquadrão Apolo com a pintura especial para comemorar os 80 anos da Academia da Força Aérea. Assim como o T-27 Tucano do Esquadrão Cometa utilizado pelos alunos do 3º e 4º ano, essa aeronave está sendo utilizada normalmente pelos alunos do 1º e 2º ano do Curso de Formação de Oficiais Aviadores.

Foto: Hélio Bastos Salmon - hbsalmon43@gmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer KC-390 Millennium FAB-2855 decolando do Aeroporto de Goiânia/Santa Genoveva no dia 16 de março. Nesta atualização publicamos novas fotos do exercício que a Força Aérea Brasileira realizou em conjunto com a Brigada de Operações Especiais do Exército Brasileiro entre os dias 09 e 25 de março em Goiânia. No total foram cumpridas mais de 30 missões com o FAB-2855, que manteve a mesma configuração para o lançamento de paraquedistas utilizada em sua participação no Exercício Culminating 2021, realizado em conjunto com a 82ª Airborne Division, do Exército dos Estados Unidos.

Foto: Marco Aurélio do Couto Ramos - makitec@terra.com.br

.


.

.MARÇO

.


.

ao de

No dia 28 de março, publicamos 13 novas fotos nas páginas de dois esquadrões sediados na Academia da Força Aérea, em Pirassununga: o 1º EIA Esquadrão Cometa e o EDA Esquadrão de Demonstração Aérea, a Esquadrilha da Fumaça. Na imagem acima, o Embraer T-27 Tucano FAB-1443 do Esquadrão Cometa com a pintura especial para comemorar os 80 anos da Academia da Força Aérea. Apesar do padrão diferenciado, essa aeronave está sendo utilizada normalmente pelos alunos do 3º e 4º ano do Curso de Formação de Oficiais Aviadores.

Foto: Hélio Bastos Salmon - hbsalmon43@gmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, os Embraer A-29A Super Tucano FAB-5724 e FAB-5712 da Esquadrilha da Fumaça no hangar de manutenção do EDA na Academia da Força Aérea em Pirassununga, no dia 25 de março de 2021. Entre as Unidades Aéreas da FAB, com certeza a Esquadrilha da Fumaça foi a mais prejudicada em suas missões por causa da pandemia de COVID-19, que começou durante o seu recesso entre dezembro de 2019 e março de 2020. Com a suspensão das atividades, a Esquadrilha da Fumaça realizou raríssimas apresentações em 2020, com apenas passagens rápidas para não causar aglomeração de pessoas. Neste ano, devido ao agravamento da pandemia, o EDA ainda está sem um calendário definido, mas as aeronaves são mantidas em perfeitas condições e seus pilotos realizam voos semanais de treinamento em uma área próxima da Academia da Força Aérea.

Foto: Hélio Bastos Salmon - hbsalmon43@gmail.com

.

.

ao de

No dia 21 de março, publicamos 12 novas fotos na página do 1º/ GAv Esquadrão Pacau, sediado na Base Aérea de Manaus, no Amazonas. Na imagem acima, o Northrop/Embraer F-5EM Tiger II FAB-4856 pousando na BAMN utilizando o paraquedas de frenagem, que aumenta a segurança no pouso em pistas curtas. Por causa do grande movimento de aeronaves de transporte trazendo insumos para atender os hospitais da região, o Esquadrão Pacau foi transferido provisoriamente para o Aeroporto Internacional de Manaus / Eduardo Gomes, que possui uma pista mais longa e proporciona melhores condições de operação aos Tiger II. Com uma pista maior, o F-5EM consegue decolar com um ou mais tanques de combustível de 1.040 litros mesmo nos dias quentes, aumentando significativamente a sua autonomia e assim poderá realizar missões de interceptação mais longas, alcançando até a fronteira com a Guiana ou a Venezuela, com pouso para reabastecimento na Base Aérea de Boa Vista na perna de volta para Manaus.

Foto: Davi Brito - davibrito1995@hotmail.com

.

.

ao de

No dia 14 de março, publicamos 9 novas fotos na página do 1º GTT Esquadrão Zeus, sediado na Base Aérea de Anápolis, em Goiás. Na imagem acima, o Embraer KC-390 Millennium FAB-2855 decolando do Aeroporto de Goiânia/Santa Genoveva para cumprir uma missão de lançamento de paraquedistas do Exército Brasileiro. Entre os dias 09 e 25 de março de 2021, o Esquadrão Zeus participou de um exercício em conjunto com a Brigada de Operações Especiais do Exército Brasileiro, realizando saltos enganchados e livres, inclusive no período noturno. A Zona de Lançamento foi estabelecida em uma fazenda  localizada a trinta quilômetros ao sul de Goiânia, possibilitando maior quantidade de missões diárias e um rápido retorno dos paraquedistas ao quartel do Comando de Operações Especiais.

Foto: Marco Aurélio do Couto Ramos - makitec@terra.com.br

.

.

ao de

No dia 07 de março, publicamos 8 novas fotos na página do 2º/10º GAv Esquadrão Pelicano, sediado na Base Aérea de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Na imagem acima, o Sikorsky H-60L Black Hawk FAB-8903 decolando da BACG no dia 10 de fevereiro, durante um exercício de Busca e Salvamento. Atualmente o Esquadrão Pelicano possui três H-60L Black Hawk: FAB-8901 e FAB-8903 (ex-Esquadrão Harpia) e o FAB-8907 (ex-Esquadrão Pantera), com previsão de receber mais uma aeronave ainda no primeiro semestre deste ano. O 2º/10º GAv é o único esquadrão da Força Aérea Brasileira com a incumbência de executar missões de Busca e Salvamento em âmbito nacional, mantendo permanentemente um SC-105 Amazonas e um H-60L Black Hawk em alerta para decolagem em poucos minutos, equipados para atender a qualquer situação de emergência na terra ou no mar. O seu lema é: "Para que outros possam viver!".

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.


.

.FEVEREIRO

.


.

ao de

No dia 28 de fevereiro, publicamos 8 novas fotos nas páginas de três esquadrões sediados na Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul: o 1º/10º GAv Esquadrão Poker, /10º GAv Esquadrão Centauro e 5º/ GAv Esquadrão Pantera. Na imagem acima, o Embraer/Alenia/Aermacchi A-1BM FAB-5654 dos esquadrões Poker e Centauro taxiando na BASM no dia 25 de fevereiro de 2021. De uso compartilhado, o FAB-5654 é o segundo biplace modernizado entregue para a Força Aérea Brasileira, e junto com o FAB-5652 vai atuar na formação de novos pilotos de ataque e reconhecimento.

Foto: Rafael Beltrame - rafaelrcb@gmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o Sikorsky H-60L Black Hawk FAB-8911 do Esquadrão Pantera pousando na BASM no dia 25 de fevereiro de 2021. Os Black Hawk da Força Aérea Brasileira estão equipados com dois motores General Electric T-700-GE-701C com supressores de calor nos escapamentos, radar Texas Instruments AN/APQ-174 e podem ser armados com duas metralhadoras General Electric M134 Minigun calibre 7,62 mm com seis canos, instaladas nas janelas de ambos os lados da parte frontal da fuselagem.

Foto: Rafael Beltrame - rafaelrcb@gmail.com

.

.

ao de

No dia 21 de fevereiro, publicamos 9 novas fotos nas páginas de dois esquadrões que estão atuando no combate à pandemia de COVID-19: o 1º GTT Esquadrão Zeus, sediado na Base Aérea de Anápolis, em Goiás, e o 1º/9º GAv Esquadrão Arara, sediado na Base Aérea de Manaus, no Amazonas. Na imagem acima, o Embraer KC-390 Millennium FAB-2854 do Esquadrão Zeus decolando da Base Aérea de Manaus, depois de cumprir mais uma missão levando oxigênio e insumos para a capital amazonense. O Esquadrão Zeus está utilizando suas quatro aeronaves KC-390 no transporte pesado entre Brasília e Manaus, e de lá os insumos são levados para as cidades menores em aeronaves C-97 e C-98 do Esquadrão Cobra e C-105 do Esquadrão Arara.

Foto: Davi Brito - davibrito1995@hotmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o CASA/EADS C-105A Amazonas FAB-2802 do Esquadrão Arara pousando na Base Aérea de Belém, no Pará. Com grande autonomia e capacidade de operar em pistas curtas e sem pavimentação asfáltica, as aeronaves do Esquadrão Arara tem a responsabilidade de levar os insumos para as cidades mais distantes dentro do Amazonas e demais capitais da região Norte, cabendo ao Esquadrão Cobra abastecer com cargas menores as cidades mais próximas dentro do Amazonas.

Foto: Leonardo Carvalho - leonardo.jm.carvalho@gmail.com

.

.

ao de

No dia 14 de fevereiro, publicamos 8 novas fotos nas páginas do 1º/ GAv Esquadrão Pacau, sediado na Base Aérea de Manaus, Amazonas, e do 3º/ GAv Esquadrão Flecha, sediado na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Na imagem acima, o Northrop/Embraer F-5EM Tiger II FAB-4861 do Esquadrão Pacau no Aeroporto Internacional de Manaus / Eduardo Gomes, no dia 14 de fevereiro de 2021. Devido ao colapso no sistema público de de saúde causado pela pandemia de COVID-19, a Força Aérea Brasileira está utilizando suas aeronaves C-99A, C-130M e KC-390 em voos diários para levar oxigênio e insumos para Manaus, e por isso deslocou temporariamente o Esquadrão Pacau para o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, proporcionando mais espaço na Base Aérea de Manaus. Interessante observar que o Esquadrão Pacau está utilizando uma identificação na ponta do estabilizador vertical de suas aeronaves, da mesma forma que os outros esquadrões que utilizam o Tiger II. O pacau é um jogo de cartas, e por isso a identificação apresenta os quatro naipes do baralho: paus, copas, espadas e ouros.

Foto: Davi Brito - davibrito1995@hotmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, os Embraer Super Tucano A-29A FAB-5713 e A-29B FAB-5931 do Esquadrão Flecha pousando na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. No dia 11 de fevereiro o Esquadrão Flecha completou 17 anos de intensa atividade, atuando dia e noite na vigilância das fronteiras com o Paraguai e a Bolívia para interceptar aeronaves utilizadas no contrabando e tráfico de drogas. Além de ser um Esquadrão de Caça, o / GAv é uma Unidade de Formação de Líderes de Esquadrilhas de Caça da Força Aérea Brasileira, o que gera uma elevada quantidade de horas de voo.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

ao de

No dia 07 de fevereiro, publicamos 9 novas fotos na página do 1º/15º GAv Esquadrão Onça, sediado na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. No dia 18 de janeiro o CASA/EADS C-105 Amazonas FAB-2811 realizou uma missão histórica, trazendo para Campo Grande o primeiro lote de vacinas contra a COVID-19, contendo 158.766 doses da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan. Nascido em Campo Grande no dia 17 de setembro de 1970, o Esquadrão Onça já realizou inúmeras missões importantes para sua cidade natal, mas com certeza essa foi a de maior importância e repercussão. Os novos lotes de vacinas estão sendo entregues por aeronaves das companhias aéreas Azul, Gol e LATAM.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.


.

.DEZEMBRO 2020

.


.

ao de

No dia 20 de dezembro, publicamos 19 novas fotos nas páginas do 1º/6º GAv Esquadrão Carcará, sediado na Base Aérea de Anápolis, Goiás, e do 2º/10º GAv Esquadrão Pelicano, sediado na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Na imagem acima, o Airbus SC-105 Amazonas SAR FAB-6552 chegando na BACG no dia 14 de setembro. Essa é a terceira e última aeronave do Esquadrão Pelicano, e assim como o FAB-6551, também possui a sonda de reabastecimento em voo. A previsão é que no início de 2021 o FAB-6550 siga para a Espanha e receba esse sistema, padronizando a frota. A qualificação para reabastecimento em voo dos pilotos do Esquadrão Pelicano deve começar em breve, inicialmente utilizando o KC-130M Hercules e posteriormente o KC-390 Millennium.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Gates R-35AM Learjet FAB-6003 do Esquadrão Carcará na Base Aérea de Santa Maria, Rio Grande do Sul, no dia 26 de novembro durante o EXOP Tínia 2020, onde realizou missões de guerra eletrônica e reconhecimento com seu radar Thales DR-3000 Mk.2B. Nesta atualização retiramos todas as fotos dos R-35A, que foram desativados e não serão substituídos. As missões que eram realizadas pelos R-35A serão destinadas aos A-1M equipados com o casulo de reconhecimento tático Rafael RECCELITE, de fabricação isralense.

Foto: João Paulo Zeitoun Moralez - joaopaulo@hunterpress.com.br

.

.

ao de

No dia 13 de dezembro, publicamos 9 novas fotos nas páginas do Primeiro Grupo de Caça, composto pelo 1º/1º GAvC Esquadrão Jambock e 2º/1º GAvC Esquadrão Pif-paf, sediado na Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro, e do 1º/1 GAv Esquadrão Pampa, sediado na Base Aérea de Canoas, no Rio Grande do Sul. Na imagem acima, o Northrop/Embraer F-5EM Tiger II FAB-4863 do Primeiro Grupo de Caça decolando da BACO no dia 24 de novembro para cumprir uma missão no EXOP Tínia 2020. O Primeiro Grupo de Caça adotou uma identificação na ponta do estabilizador vertical de suas aeronaves, da mesma forma que os outros esquadrões que utilizam o Tiger II. A faixa azul com borda amarela representa a Presidential Unit Citation (Citação Presidencial de Unidade) concedida pelo governo norte-americano no dia 22 de abril 1986, como reconhecimento por sua atuação em território italiano durante a Segunda Guerra Mundial.

Foto: João Paulo Zeitoun Moralez - joaopaulo@hunterpress.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Northrop/Embraer F-5FM Tiger II FAB-4807 do Esquadrão Pampa na Base Aérea de Florianópolis, Santa Catarina, no dia 24 de setembro de 2020. Durante o voo do primeiro SAAB F-39 Gripen da Força Aérea Brasileira, entre Navegantes em Santa Catarina e Gavião Peixoto em São Paulo, duas aeronaves do /1 GAv decolaram de Florianópolis para fazer a escolta, sendo que no FAB-4807 estava o sargento-fotógrafo Johnson Barros, que registrou as primeiras imagens da nova aeronave voando em território brasileiro.

Foto: Marcelo Lobo da Silva - pampavermelho@hotmail.com

.

.

ao de

No dia 06 de dezembro, publicamos 12 novas fotos nas páginas do 1º/10º GAv Esquadrão Poker e do /10º GAv Esquadrão Centauro, ambos sediados na Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. No dia 12 de dezembro de 2016, a Força Aérea Brasileira desativou o 1º/16º GAv Esquadrão Adelphi, então sediado na Base Aérea de Santa Cruz, e transferiu as suas aeronaves A-1 para os esquadrões Poker e Centauro, com o objetivo de concentrar em Santa Maria todas as aeronaves desse tipo em seu inventário. Neste ano, com a desativação dos A-1A e A-1B que não foram modernizados, os A-1M, A-1AM e A-1BM passaram a ser compartilhados entre o Poker e o Centauro, que não foram extintos e nem se fundiram, permanecendo cada um com suas estruturas e doutrinas próprias, inclusive seus códigos-rádio originais. Devido a essa estrutura compartilhada, optamos por unificar as páginas desses esquadrões, pois as aeronaves são as mesmas. Na imagem acima, o Embraer/Alenia/Aermacchi A-1AM FAB-5500 decolando da BASM no dia 25 de novembro, para cumprir uma missão no EXOP Tínia 2020. O FAB-5500 pertencia ao Esquadrão Adelphi, é o primeiro A-1 entregue para a FAB e o nono modernizado para o padrão M.    

Foto: João Paulo Zeitoun Moralez - joaopaulo@hunterpress.com.br

.


.

.NOVEMBRO

.


.

ao de

No dia 29 de novembro, publicamos 17 novas fotos nas páginas dos dois esquadrões responsáveis pelo transporte pesado na Força Aérea Brasileira: o 1º GTT Esquadrão Zeus, sediado na Base Aérea de Anápolis, Goiás, e o 1º/1º GT Esquadrão Gordo, sediado na Base Aérea do Galeão, na cidade do Rio de Janeiro. Na imagem acima, o Embraer KC-390 Millennium FAB-2854 do Esquadrão Zeus pronto para decolar da Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, no dia 28 de novembro, levando de volta para os locais de origem o material logístico utilizado pelos esquadrões participantes do EXOP Tínia 2020.

Foto: Rafael Beltrame - rafaelrcb@gmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o Lockheed C-130M Hercules FAB-2473 do Esquadrão Gordo decolando da Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 26 de agosto, transportando parte do material utilizado pelos esquadrões participantes do EXOP Tápio 2020. A expectativa é que o Esquadrão Gordo também receba o KC-390 depois que o Esquadrão Zeus alcançar uma dotação mínima, porém ainda não estão definidas quais serão as missões básicas a serem cumpridas. Na época que o C-130 era utilizado no 1º GTT e no 1º/1º GT, as missões que cada um realizava eram diferentes, sendo o 1º GTT responsável por missões de lançamento de paraquedistas, busca e salvamento e reabastecimento em voo, enquanto o 1º/1º GT cumpria missões de transporte pesado em longas distâncias, inclusive para o exterior, e o apoio ao Programa Antártico Brasileiro (PROANTAR), realizando missões de ressuprimento da Estação Antártica Comandante Ferraz.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 22 de novembro, publicamos 15 novas fotos nas páginas do / GAv Esquadrão Flecha, sediado na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, e do 1º/2º GT Esquadrão Condor, sediado na Base Aérea do Galeão, na cidade do Rio de Janeiro. Na imagem acima, os Embraer A-29B Super Tucano FAB-5939 e FAB-5932 do Esquadrão Flecha pousando na Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, no dia 07 de novembro. Por serem exercícios com finalidades diferentes, no EXOP Tínia o 3º/ GAv está realizando missões de ataque ao solo, e no EXOP Tápio realizou missões de patrulha aérea e apoio ao Combate-SAR, operando em parceria com os helicópteros de resgate H-36 Caracal dos esquadrões Puma e Falcão.

Foto: Rafael Beltrame - rafaelrcb@gmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer C-97 Brasília FAB-2009 do Esquadrão Condor decolando da Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 06 de outubro de 2020. A atuação do 1º/2º GT é fundamental em exercícios do tipo Tínia e Tápio, mas suas aeronaves não participam das missões, elas são utilizadas no transporte de carga e pessoal para o local dos exercícios. No final, o Esquadrão Condor volta para retirar os equipamentos e fazer o transporte dos militares para suas bases de origem.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 15 de novembro, publicamos 7 novas fotos nas páginas de dois esquadrões que participaram do EXOP Tápio 2020 na Base Aérea de Campo Grande e estão participando do EXOP Tínia 2020 na Bases Aéreas de Canoas e Santa Maria: o 1º/6º GAv Esquadrão Carcará e o /6º GAv Esquadrão Guardião, ambos sediados na Base Aérea de Anápolis, Goiás. Na imagem acima, o Gates R-35A Learjet FAB-6000 do Esquadrão Carcará pousando na Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, no dia 07 de novembro. Completando 33 anos de serviço, esse EXOP será o último na carreira do R-35A na FAB, pois o Comando de Preparo (COMPREP) já anunciou a desativação dessa versão de reconhecimento fotográfico do jato executivo Learjet 35. O R-35A não será substituído por nenhuma aeronave, as suas missões serão realizadas pelos R-35AM, R-99 e A-1M equipado com o casulo de reconhecimento tático Rafael RECCELITE.

Foto: Rafael Beltrame - rafaelrcb@gmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer E-99 FAB-6701 do Esquadrão Guardião pousando na Base Aérea de Santa Maria no dia 07 de novembro de 2020. Da mesma forma que no EXOP Tápio, no EXOP Tínia o E-99 está realizando missões de alarme aéreo antecipado utilizando o radar Ericsson PS-890 Erieye instalado sobre a fuselagem, voando dia e noite para assegurar a vigilância do espaço aéreo na região.

Foto: Rafael Beltrame - rafaelrcb@gmail.com

.

.

ao de

No dia 08 de novembro, publicamos 11 novas fotos nas páginas do 1º/10º GAv Esquadrão Poker, sediado na Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, e do HU-1 Esquadrão Águia, sediado na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, no Rio de Janeiro. Na imagem acima, o Embraer/Alenia/Aermacchi A-1AM FAB-5504 do Esquadrão Poker pousando na BASM no dia 07 de novembro, após cumprir uma missão no Exercício Operacional EXOP Tínia 2020, que está sendo realizado nas Bases Aéreas de Canoas e Santa Maria entre os dias 05 e 27 de novembro. O FAB-5504 pertencia ao extinto 1º/1 GAv Esquadrão Adelphi, e depois de modernizado para o padrão M foi entregue ao Esquadrão Poker, concentrando todas as aeronaves desse modelo na BASM. Com o objetivo de racionalizar o uso dos A-1 remanescentes na FAB, as aeronaves são compartilhadas entre o Centauro e o Poker, e por isso estão recebendo os emblemas das duas Unidades no estabilizador vertical: o centauro no lado direito e o leão vermelho no lado esquerdo.

Foto: Rafael Beltrame - rafaelrcb@gmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o Helibras (Airbus Helicopters) UH-17

N-7091 do Esquadrão Águia decolando da Base de Aviação do Exército de Taubaté, São Paulo, no dia 27 de agosto de 2020. O UH-17 é a versão militarizada do H135 de uso civil, equipada com glass cockpit. São empregados em missões de busca e salvamento (SAR), esclarecimento visual, transporte de tropa, evacuação aeromédica (EVAM), ligação, observação e apoio à Base Comandante Ferraz no Continente Antártico. Com três encomendados, vai substituir os bimotores Eurocopter UH-13 Fennec.

Foto: Guilherme Wiltgen - wiltgen@defesaaereanaval.com.br

.

.

ao de

No dia 01 de novembro, publicamos 6 novas fotos nas páginas do GEIV Grupo Especial de Inspeção em Voo, sediado no Aeroporto Santos Dumont, na cidade do Rio de Janeiro, e do 1º/14º GAv Esquadrão Pampa, sediado na Base Aérea de Canoas, no Rio Grande do Sul. Na imagem acima, o Embraer IU-50 Legacy FAB-3603 do GEIV decolando da Base Aérea de Belém, no Pará, no dia 08 de outubro de 2020 para realizar uma missão de calibração de sistemas aéreos do Aeroporto Internacional de Belém / Val-de-Cans - Júlio Cezar Ribeiro. O IU-50 está equipado com modernos sistemas eletrônicos, com destaque para o NSM UNIFIS 3000 que proporciona a capacidade de aferir todos os instrumentos de auxílio de voo e procedimentos de navegação aérea utilizados no Brasil.

Foto: Leonardo Carvalho - leonardo.jm.carvalho@gmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o Northrop/Embraer F-5FM Tiger II FAB-4807 do Esquadrão Pampa pousando na Base Aérea de Anápolis, Goiás, no dia 25 de agosto de 2020. Entre os cinco esquadrões que operam com o Tiger II na Força Aérea Brasileira (Jaguar, Jambock, Pacau, Pampa e Pif-paf), o Pampa é o mais antigo, tendo suas origens no Terceiro Regimento de Aviação (3º RAv) da antiga Aviação Militar do Exército, criado em Santa Maria no dia 13 de dezembro de 1933 e transferido para Canoas em 05 de agosto de 1937. O símbolo mostra o Zé Gaúcho (inspirado no papagaio Zé Carioca) vestido com macacão, capacete de voo e cachecol em torno do pescoço, cuia de chimarrão e chaleira, recostado sobre uma bomba de emprego geral em ângulo de bombardeio picado. No seu colo, uma metralhadora "ponto cinquenta" daquelas que o Curtiss P-40 usava. Sobre uma nuvem, está escrito o seu lema: "Já te atendo, tchê!".

Foto: Marco Aurélio do Couto Ramos - makitec@terra.com.br

.


.

.OUTUBRO

.


.

ao de

No dia 25 de outubro, publicamos 13 novas fotos nas páginas dos quatro esquadrões que utilizaram o Bandeirante no EXOP Tápio 2020 em missões táticas de lançamento de paraquedistas e cargas leves: o 1º ETA Esquadrão Tracajá, sediado na Base Aérea de Belém, no Pará, o 2º ETA Esquadrão Pastor, sediado na Base Aérea de Natal, no Rio Grande do Norte, o 3º ETA Esquadrão Pioneiro, sediado na Base Aérea do Galeão, na cidade do Rio de Janeiro, e o 5º ETA Esquadrão Pégaso, sediado Base Aérea de Canoas, no Rio Grande do Sul. Na imagem acima, o Embraer C-95BM Bandeirante FAB-2344 do Esquadrão Tracajá pousando na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 02 de setembro. O FAB-2344 é o ex-SC-95B Bandeirante SAR FAB-6543 que foi utilizado pelo Esquadrão Pelicano entre os anos de 1981 e 2010. Na modernização para o padrão C-95BM, os SC-95B receberam instrumentos de voo mais modernos e a pintura camuflada, mas as janelas em forma de bolha foram mantidas.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer C-95BM Bandeirante FAB-2345 do Esquadrão Pioneiro decolando da Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 24 de agosto. O FAB-2345 é o ex-SC-95B Bandeirante SAR FAB-6544 e também foi utilizado pelo Esquadrão Pelicano entre os anos de 1981 e 2010. No EXOP Tápio 2020 foram utilizadas as aeronaves C-95BM FAB-2303 do Esquadrão Pastor, C-95BM FAB-2344 do Esquadrão Tracajá, C-95BM FAB-2345 do Esquadrão Pioneiro e o C-95CM FAB-2341 do Esquadrão Pégaso.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 18 de outubro, publicamos 13 novas fotos nas páginas do HU-41 Esquadrão Hipogrifo, sediado na Base Aérea de Belém, no Pará, e do GTE Grupo de Transporte Especial, sediado na Base Aérea de Brasília, no Distrito Federal. Na imagem acima, o Helibras (Airbus Helicopters) UH-15 Super Cougar N-7103 do Esquadrão Hipogrifo decolando da BABE no dia 06 de outubro de 2020. Subordinado ao 4º Distrito Naval, o HU-41 utiliza parte da estrutura da BABE cedida através de um Acordo de Cooperação assinado em novembro de 2018 entre a Marinha do Brasil e a Força Aérea Brasileira, depois que o 1º/8º GAv Esquadrão Falcão foi transferido para a Base Aérea de Natal, no Rio Grande do Norte. O HU-41 realiza missões de transporte de carga e de tropa, Busca e Salvamento (SAR), Evacuação Aeromédica (EVAM) e inspeção dos rios e da costa marítima do Pará, Amapá, Maranhão e Piauí.

Foto: Leonardo Carvalho - leonardo.jm.carvalho@gmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer VC-2 FAB-2591 "Augusto Severo" do Grupo de Transporte Especial decolando da Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 07 de outubro de 2020. O Grupo de Transporte Especial possui três esquadrões: o GTE 1 para transportar o Presidente da República, o GTE 2 para transportar os Ministros de Estado e demais autoridades e o GTE 3 para transportar o Presidente da República utilizando aeronaves de asas rotativas. O GTE 1 utiliza a BACG para voos de treinamento de pilotos e tripulação de cabine, por isso as suas três aeronaves (VC-1 FAB-2101, VC-2 FAB-2590 e VC-2 FAB-2591) são vistas com frequência na BACG.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 11 de outubro, publicamos 11 novas fotos nas páginas do VF-1 Esquadrão Falcão, sediado na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, no Estado do Rio de Janeiro, e do 1º/8º GAv Esquadrão Falcão, sediado na Base Aérea de Natal, no Rio Grande do Norte. Na imagem acima, o McDonnell Douglas/Embraer AF-1B Falcão N-1008 do VF-1 taxiando na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 09 de outubro. A Aviação Naval enviou duas aeronaves (AF-1B N-1008 e AF-1C N-1022) para realizarem missões de Apoio Aéreo Aproximado (ApAA) no Exercício Conjunto Nuntius 2020, que conta com a participação de aeronaves da Marinha e da Força Aérea e soldados dos Fuzileiros Navais e do Exército. O exercício começou em 21 de setembro e vai até o dia 21 de outubro, mas as missões aéreas e as operações das tropas em solo estão sendo bastante prejudicadas pela intenso calor e a fumaça na região, proveniente das queimadas que estão ocorrendo na região do Pantanal.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Helibras (Airbus Helicopters) H-36 Caracal FAB-8517 do 1º/8º GAv decolando da Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 24 de agosto para cumprir uma missão de Combate-SAR no EXOP Tápio 2020. Essa aeronave está equipada com guincho elétrico, torreta FLIR (Forward Looking Infra-Red) e sistemas de autoproteção com RWR (Radar Warning Receiver), LWR (Laser Warning Receiver) e MAWS (Missile Approach Warning System).

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 04 de outubro, publicamos 9 novas fotos nas páginas dos esquadrões que utilizaram o Black Hawk no EXOP Tápio 2020 em missões de infiltração e exfiltração de tropas e Busca e Salvamento em Combate (C-SAR): o 5º/8º GAv Esquadrão Pantera, sediado na Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, e o 7º/8º GAv Esquadrão Harpia, sediado na Base Aérea de Manaus, no Amazonas. Na imagem acima, o Sikorsky H-60L Black Hawk FAB-8910 do Esquadrão Pantera decolando da Base Aérea de Campo Grande ao entardecer do dia 20 de agosto. Geralmente as missões no final do dia eram para trazer de volta para a BACG os soldados e equipamentos levados para a área de treinamento.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Sikorsky H-60L Black Hawk FAB-8914 do Esquadrão Harpia pousando da Base Aérea de Campo Grande no dia 18 de agosto. Para cumprir as missões operacionais do EXOP Tápio 2020 foram utilizados quatro H-60L Black Hawk, sendo três do 5º/8º GAv (FAB-8910, FAB-8911 e FAB-8913) e um do 7º/8º GAv (FAB-8914), além de outros três do 2º/10º GAv (FAB-8901, FAB-8903 e FAB-8907) em alerta permanente para cumprirem eventuais missões de Busca e Salvamento (SAR).

Foto: Jorge Luis Kasper - jorge_kasper@hotmail.com

.


.

.SETEMBRO

.


.

ao de

No dia 27 de setembro, publicamos 5 novas fotos nas páginas do 1º GDA Esquadrão Jaguar, sediado na Base Aérea de Anápolis, Goiás, e do / GAv Esquadrão Rumba, sediado na Base Aérea de Natal, no Rio Grande do Norte. Na imagem acima, os Northrop/Embraer F-5EM Tiger II FAB-4839 e FAB-4848 do Esquadrão Jaguar durante um treinamento de aproximação por instrumentos no Aeroporto de Goiânia Santa Genoveva, em Goiás, no dia 12 de setembro de 2020. As duas aeronaves estão equipadas com os CATM (Captive Air Training Missile) utilizados para simular o disparo de mísseis ar-ar infravermelhos tipo Sidewinder, Piranha e Python III.

Foto: Marco Aurélio do Couto Ramos - makitec@terra.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer C-95BM Bandeirante FAB-2313 do Esquadrão Rumba pousando no Aeroporto de Goiânia Santa Genoveva, em Goiás, no dia 15 de setembro de 2020. Como parte do Curso de Formação de pilotos de Transporte Aéreo, Reconhecimento e Patrulha, três aeronaves do Esquadrão Rumba estiveram em Goiânia durante a segunda quinzena de setembro participando de um exercício em conjunto com o Exército Brasileiro, realizando missões transporte tático e lançamento de paraquedistas. A rumba é um ritmo musical e as quatro esquadrilhas que compõem o 1º/ GAv são denominadas com as notas musicais Dó, Ré, Mi e Fá. O seu lema é: “Instruir para o combate".

Foto: Marco Aurélio do Couto Ramos - makitec@terra.com.br

.

.

ao de

No dia 20 de setembro, publicamos 17 novas fotos nas páginas dos três esquadrões que utilizaram o Super Tucano em missões de patrulha aérea, ataque ao solo e apoio ao Combate-SAR no EXOP Tápio 2020: o 1º/ GAv Esquadrão Escorpião, sediado na Base Aérea de Boa Vista, Roraima, o / GAv Esquadrão Grifo, sediado na Base Aérea de Porto Velho, Rondônia, e o / GAv Esquadrão Flecha, sediado na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Na imagem acima, o Embraer A-29B Super Tucano FAB-5944 do Esquadrão Grifo decolando da BACG no dia 24 de agosto. Para permanecer mais tempo sobre o teatro de operações, os A-29A e A-29B do Terceiro Grupo utilizavam dois tanques de combustível sob as asas.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer A-29B Super Tucano FAB-5933 do Esquadrão Escorpião na final para pouso na Base Aérea de Campo Grande no dia 18 de agosto. O período de realização do EXOP Tápio 2020 coincidiu com o período de estiagem na região do Pantanal, que sofre com grandes incêndios em sua vegetação. A fumaça cobriu toda a região pantaneira e chegou até em Campo Grande, a mais de 450 km de distância, dificultando as operações aéreas.

Foto: Jorge Luis Kasper - jorge_kasper@hotmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer A-29B Super Tucano FAB-5950 do Esquadrão Flecha decolando da Base Aérea de Campo Grande no dia 20 de agosto. Essa aeronave está equipada com o imageador térmico FLIR Systems AN/AAQ-22 Star SAFIRE III instalado no suporte ventral na parte dianteira da fuselagem e operado pelo piloto do assento traseiro. Essencial nas operações noturnas, o FLIR também foi utilizado na localização de alvos onde a fumaça era mais intensa.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 13 de setembro, publicamos 12 novas fotos nas páginas dos dois esquadrões que utilizaram o Amazonas em missões de lançamento de paraquedistas e cargas à baixa altura no EXOP Tápio 2020: o 1º/9º GAv Esquadrão Arara, sediado na Base Aérea de Manaus, no Amazonas, e o /15º GAv Esquadrão Onça, sediado na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Na imagem acima, o CASA/EADS C-105A Amazonas FAB-2803 do Esquadrão Arara decolando da BACG no dia 24 de agosto. Essa aeronave apresenta uma camuflagem atípica, com a cor azul claro no lugar do cinza e uma tonalidade de verde também diferente do padrão utilizado pela Força Aérea Brasileira.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o CASA/EADS C-105A Amazonas FAB-2806 do Esquadrão Onça decolando da Base Aérea de Campo Grande no dia 24 de agosto. Além do FAB-2806 e o FAB-2811, desde o início do ano o Esquadrão Onça está utilizando o FAB-2810, que anteriormente voava no Esquadrão Pelicano. Por enquanto não vamos publicar fotos dessa aeronave, pois ela ainda está com a pintura SAR e os emblemas do Esquadrão Pelicano. Assim que ela receber o novo padrão de pintura e o emblema, ela será incluída na página do Esquadrão Onça.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 06 de setembro, publicamos 13 novas fotos nas páginas do 1º/6º GAv Esquadrão Carcará e do /6º GAv Esquadrão Guardião, ambos sediados na Base Aérea de Anápolis, Goiás. Na imagem acima, o Gates R-35A Learjet FAB-6000 do 1º/6º GAv pousando na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 18 de agosto, após cumprir uma missão de reconhecimento fotográfico no EXOP Tápio 2020. O R-35A utiliza câmeras para fotografia vertical operadas através de janelas na parte inferior, adaptadas para atuarem em grande altitude. No EXOP Tápio 2020 o Esquadrão Carcará utilizou também o R-35AM, para missões de guerra eletrônica.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer R-99 FAB-6750 do 2º/6º GAv pousando na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 18 de agosto, após cumprir uma missão no EXOP Tápio 2020. O R-99 utiliza um radar de visão lateral de abertura sintética e um scanner multiespectral EPS-31T para fazer a vigilância do campo de batalha. No EXOP Tápio 2020 o Esquadrão Guardião utilizou também o E-99 para missões de Alarme Aéreo Antecipado, utilizando o radar Ericsson PS-890 Erieye. Nesta atualização publicamos as fotos do R-99, na próxima vamos publicar as do E-99.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.


.

.AGOSTO

.


.

ao de

No dia 30 de agosto, publicamos 9 novas fotos nas páginas do /8º GAv Esquadrão Poti, sediado na Base Aérea de Porto Velho, Rondônia, e do VF-1 Esquadrão Falcão, sediado na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, no Estado do Rio de Janeiro. Na imagem acima, o Mil AH-2 Sabre FAB-8959 do Esquadrão Poti decolando da Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 24 de agosto. No EXOP Tápio 2020 o Esquadrão Poti realizava a escolta dos helicópteros H-36 Caracal (/8º GAv e 3º/8º GAv) e H-60L Black Hawk (/8º GAv e 7º/8º GAv) nas missões de infiltração e exfiltração de Forças Especiais e de Busca e Salvamento em Combate (C-SAR).

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o McDonnell Douglas/Embraer AF-1B Falcão N-1008 do Esquadrão Falcão decolando da Base Aérea de Anápolis, Goiás, no dia 25 de agosto. Essa aeronave está armada com duas bombas de queda livre BAFG-230 (Bomba Aérea de Fins Gerais de 230 kg) no cabide triplo sob a fuselagem, e foram empregadas em missões de ataque ao solo na Operação Formosa 2020, realizada pela Aviação Naval e Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil. Projetada pelo IAE / CTA e fabricada por empresas brasileiras, a BAFG-230 tem desempenho e capacidade similar à tradicional bomba Mk.82 de origem americana.

Foto: Marco Aurélio do Couto Ramos - makitec@terra.com.br

.

.

ao de

No dia 23 de agosto, publicamos 9 novas fotos nas páginas do 3º/8º GAv Esquadrão Puma, sediado na Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro, e do GTE Grupo de Transporte Especial, sediado na Base Aérea de Brasília, no Distrito Federal. Na imagem acima, o Helibras (Airbus Helicopters) H-36 Caracal FAB-8515 do Esquadrão Puma na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 21 de agosto. O 3º/8º GAv participou do EXOP Tápio 2020 com duas aeronaves, o FAB-8515 equipado com farol de busca e guincho elétrico, e o FAB-8521 equipado com flutuadores, torreta FLIR (Forward Looking Infra-Red) e sistemas de autoproteção com RWR (Radar Warning Receiver), LWR (Laser Warning Receiver) e MAWS (Missile Approach Warning System), realizando missões de Combate-SAR.

Foto: Marco Aurélio do Couto Ramos - makitec@terra.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Helibras (Airbus Helicopters) VH-36 Caracal FAB-8505 do GTE decolando da Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 18 de agosto. Após participar da inauguração de um radar na cidade de Corumbá, o presidente Bolsonaro aproveitou a vinda ao Mato Grosso do Sul e fez uma rápida escala em Campo Grande, de onde seguiu para uma visita às cidades de Rio Brilhante e Nioaque. No Grupo de Transporte Especial o VH-36 é operado pelo GTE 3, nas próximas atualizações vamos publicar as fotos das aeronaves do GTE 1 e GTE 2 envolvidas nessa missão.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 16 de agosto, publicamos 6 novas fotos nas páginas do 1º/10º GAv Esquadrão Poker e do /10º GAv Esquadrão Centauro, sediados na Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, e do 7º ETA Esquadrão Cobra, sediado na Base Aérea de Manaus, Amazonas. Na imagem acima, o Embraer/Alenia/Aermacchi A-1BM FAB-5652 do Esquadrão Centauro passando baixo sobre a Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 15 de agosto. O Poker e o Centauro participaram do EXOP Tápio 2020, que foi realizado na Ala 5 entre os dias 17 de agosto e 04 de setembro. As aeronaves A-1AM FAB-5523 e A-1BM FAB-5652 são de uso compartilhado entre esses esquadrões, que realizaram missões de reconhecimento tático (com o casulo RECCELITE) e de ataque ao solo (com o casulo LITENING, ambos de fabricação israelense).

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer C-97 Brasília FAB-2006 do 1º ETA pousando na Base Aérea de Belém, no Pará, no dia 20 de julho. Equipado com os C-98A Grand Caravan e C-97 Brasília, o Esquadrão Cobra foi o único ETA (Esquadrão de Transporte Aéreo) que não participou do EXOP Tápio 2020. As missões táticas de lançamento de paraquedistas e cargas leves foram realizadas pelos C-95BM e C-95CM Bandeirante do 1º ETA, 2º ETA, 3º ETA e 5º ETA.

Foto: Leonardo Carvalho - leonardo.jm.carvalho@gmail.com

.

.

ao de

No dia 09 de agosto, publicamos 7 novas fotos na página do 1º/1º GT Esquadrão Gordo, sediado na Base Aérea do Galeão, na cidade do Rio de Janeiro. Na imagem acima, o Lockheed C-130M Hercules FAB-2476 decolando da Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 1º de agosto de 2020. Entre os dias 27 de julho e 4 de agosto, a Força Aérea Brasileira realizou 8 missões de combate aos incêndios no Pantanal utilizando as aeronaves FAB-2473 e depois o FAB-2476, que despejaram aproximadamente 100.000 litros de água com o sistema MAFFS (Modular Airborne Fire Fighting System). Para mais detalhes, entre na seção ARQUIVO (2001 a 2018), clique em PÁGINAS ESPECIAIS e veja as fotos que fizemos em 2012 durante um treinamento MAFFS realizado em Campo Grande.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 02 de agosto, publicamos 7 novas fotos nas páginas do 3º/7º GAv Esquadrão Netuno, sediado na Base Aérea de Belém, no Pará, e do GEIV Grupo Especial de Inspeção em Voo, sediado no Aeroporto Santos Dumont, na cidade do Rio de Janeiro. Na imagem acima, o Embraer P-95BM Bandeirante Patrulha FAB-7100 do Esquadrão Netuno na BABE no dia 20 de julho de 2020. O Sétimo Grupo de Aviação é especializado em Patrulha Marítima e conta com três esquadrões: o /7º GAv Esquadrão Orungan, o /7º GAv Esquadrão Phoenix e o 3º/7º GAv Esquadrão Netuno. O Orungan cumpre as missões de longo alcance em toda a costa brasileira com seus Lockheed / CASA P-3AM Orion, enquanto o Phoenix realiza o patrulhamento do litoral sul e o Netuno o patrulhamento do litoral norte, ambos com os seus P-95BM Bandeirante Patrulha.

Foto: Leonardo Carvalho - leonardo.jm.carvalho@gmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer IU-50 Legacy FAB-3603 do GEIV na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 10 de julho de 2020. Devido ao padrão de voo que executa em suas missões de calibração de sistemas aéreos (geralmente voando baixo e passando várias vezes sobre o mesmo local), as aeronaves do Grupo Especial de Inspeção em Voo utilizam uma pintura brilhante com grandes marcas vermelhas nas asas e fuselagem, além da sigla GEIV no estabilizador vertical e sob as asas para facilitar a sua visualização e identificação. Interessante observar que os IU-50 não ostentam as estrelas da FAB.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.


.

.JULHO

.


.

ao de

No dia 26 de julho, publicamos 8 novas fotos nas páginas do 2º ETA Esquadrão Pastor, sediado na Base Aérea de Natal, no Rio Grande do Norte, e do GTE Grupo de Transporte Especial, sediado na Base Aérea de Brasília, no Distrito Federal. Na imagem acima, o Embraer C-97 Brasília FAB-2020 do Esquadrão Pastor na Base Aérea de Recife, Pernambuco, durante um pernoite em 16 de julho de 2020. O 2º ETA realiza missões de transporte aeroterrestre, logístico, lançamento de cargas, evacuação aeromédica, humanitárias e de socorro de vítimas em casos de desastres naturais na Região Nordeste do Brasil.

Foto: Raffael Beltrão - raffaelbeltrao@gmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer VC-99B Legacy FAB-2580 do GTE decolando da Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 24 de junho de 2020. Em uso na Força Aérea Brasileira desde setembro de 2006, os VC-99B normalmente são os escolhidos para realizarem as missões de transporte VIP para fora do Brasil, inclusive África, Europa e América do Norte, pois possuem autonomia muito superior aos VC-99A e VC-99C. O tanque de combustível extra embaixo da parte dianteira da fuselagem (conhecido em inglês como belly tank) proporciona ao VC-99B Legacy uma autonomia de mais de 6.200 km.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 17 de julho, publicamos 7 novas fotos nas páginas do 1º/1º GT Esquadrão Gordo, sediado na Base Aérea do Galeão, na cidade do Rio de Janeiro, e do IPEV Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo, sediado no DCTA Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, em São José dos Campos, São Paulo. Na imagem acima, o Lockheed C-130M Hercules FAB-2477 do Esquadrão Gordo pousando na Base Aérea de Belém, no Pará, no dia 14 de julho de 2020. Observe que no estabilizador vertical do FAB-2477 já foram retirados os emblemas da III Força Aérea e da Ala 11, e agora o emblema do 1º/1º GT voltou a aparecer em destaque.

Foto: Leonardo Carvalho - leonardo.jm.carvalho@gmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer C-95AM Bandeirante FAB-2283 do IPEV pousando na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 01 de julho de 2020. Além de realizar o transporte logístico e de pessoal técnico, essa aeronave também é utilizada em missões de ensaios e de treinamento no Curso de Ensaios em Voo. O distintivo do IPEV mostra Santos Dumont realizando o primeiro ensaio em voo, quando anexou o 14-bis sob o balão de número 14, e a letra X aplicada no estabilizador vertical de suas aeronaves representa a atividade aeronáutica experimental.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 12 de julho, publicamos 6 novas fotos na página do ETA Esquadrão Guará, sediado na Base Aérea de Brasília, no Distrito Federal. Na imagem acima, o Embraer U-100 Phenom FAB-3702 na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 10 de julho de 2020. O U-100 é uma versão militar do jato executivo Phenom 100 para uso em missões de transporte aerologístico e TOTEQ (Transporte de Órgãos, Tecidos e Equipe), proporcionando um deslocamento mais rápido entre o local da captação e o hospital onde será feito o transplante. Com a entrada em serviço do U-100, o ETA encerrou a carreira do Gates U-35A Learjet na Força Aérea Brasileira.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 05 de julho, publicamos 11 novas fotos na página do 2º/10º GAv Esquadrão Pelicano, sediado na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Na imagem acima, o Sikorsky H-60L Black Hawk FAB-8903 decolando da BACG no dia 30 de junho de 2020. Esse é o terceiro Black Hawk entregue para Esquadrão Pelicano, que já opera com o FAB-8901 e o FAB-8907, estando prevista a chegada de mais uma aeronave, provavelmente o FAB-8902, ainda no mês de julho. A Força Aérea Brasileira comprou dois lotes de H-60L, sendo que as aeronaves do primeiro lote (FAB-8901 até FAB-8906) vieram dos Estados Unidos com a camuflagem escura no padrão do US ARMY e as aeronaves do segundo lote (FAB-8907 até FAB-8916) vieram com a camuflagem no padrão da FAB.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.


.

.JUNHO

.


.

ao de

No dia 28 de junho, publicamos 5 novas fotos na página do 1º GTT Esquadrão Zeus, sediado na Base Aérea de Anápolis, Goiás. Na imagem acima, o Embraer KC-390 Millennium FAB-2855 chegando na BAAN para a cerimônia de entrega ao 1º GTT no dia 27 de junho de 2020. O FAB-2855 é o terceiro KC-390 entregue para a Força Aérea Brasileira, embora seja o quarto modelo de produção. O FAB-2852 está pronto mas permanece na Embraer, sendo utilizado nos voos de testes e homologação, substituindo o primeiro protótipo (PT-ZNF) que se acidentou em Gavião Peixoto no dia 05 de maio de 2018 com perda total.

Foto: Marco Aurélio do Couto Ramos - makitec@terra.com.br

.

.

ao de

No dia 21 de junho, publicamos 8 novas fotos nas páginas do 3º BAvEx Batalhão Pantera, sediado na Base de Aviação do Exército de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, e do 2º/3º GAv Esquadrão Grifo, sediado na Base Aérea de Porto Velho, Rondônia. Na imagem acima, o Helibras (Airbus Helicopters) HM-1 Pantera K2 EB-2023 do 3º BAvEx decolando da Base de Aviação do Exército de Campo Grande no dia 30 de maio de 2020. No mês de maio o 3º BAvEx encerrou as operações com os Panteras ainda não modernizados para o padrão K2. O último exemplar, o EB-2030, foi transferido para o 4º BAvEx Batalhão Coronel Ricardo Pavanello, sediado na Base de Aviação do Exército de Manaus, no Amazonas, onde deverá operar por mais alguns meses, até ser enviado para a Helibras onde também será modernizado.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer A-29B Super Tucano FAB-5944 do Esquadrão Grifo decolando da Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 30 de maio de 2020. Assim como os outros esquadrões do 3º Grupo de Aviação, o Grifo realiza missões de patrulha aérea, ataque ao solo e apoio ao Combate-SAR, tendo sob sua responsabilidade a vigilância das fronteiras com a Bolívia e o Peru, impedindo a entrada de aeronaves utilizadas no narcotráfico e contrabando.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 14 de junho, publicamos 7 novas fotos nas páginas do 1º EIA Esquadrão Cometa, sediado na Academia da Força Aérea, em Pirassununga, São Paulo, e do 1º/6º GAv Esquadrão Carcará, sediado na Base Aérea de Anápolis, Goiás. Na imagem acima, o Embraer T-27 Tucano FAB-1434 do Esquadrão Cometa decolando da Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 31 de maio de 2020. Na última etapa do Curso de Formação de Oficiais Aviadores, os Cadetes da Academia da Força Aérea começam a planejar e executar as suas primeiras missões de navegação, acompanhados pelos seus instrutores. As aeronaves decolam de Pirassununga e pousam em Campo Grande, decolando logo após serem reabastecidas. Os voos geralmente são realizados nos finais de semana, quando o tráfego aéreo na região é menos intenso.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Gates R-35AM Learjet FAB-6004 do Esquadrão Carcará na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 01 de junho de 2020. Essa aeronave possui um radar Thales DR-3000 Mk.2B com a antena instalada no cone de cauda, atuando em missões de guerra eletrônica e reconhecimento. Devido ao tipo de missão que realiza, as atividades do Esquadrão Carcará são pouco divulgadas, e a presença de suas aeronaves na BACG pode estar relacionada com as missões realizadas pela FAB e a Polícia Federal na fronteira Oeste, atuando no combate aos voos ilícitos de aeronaves utilizadas no contrabando e narcotráfico. Quando em missão na região, os pilotos mantém o máximo de silêncio no rádio e utilizam códigos de chamada secretos, para não serem identificados.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 07 de junho, publicamos 7 novas fotos nas páginas do 3º ETA Esquadrão Pioneiro, sediado na Base Aérea do Galeão, na cidade do Rio de Janeiro, e do HU-2 Esquadrão Pegasus, sediado na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, no Estado do Rio de Janeiro. Na imagem acima, o Embraer C-95CM Bandeirante FAB-2342 do 3º ETA decolando da Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 21 de maio de 2020. Com a transferência dos seus Embraer C-97 Brasília para o Esquadrão Condor em meados de 2018, o Esquadrão Pioneiro passou a ser o único Esquadrão de Transporte da FAB a utilizar exclusivamente o Bandeirante, possuindo diversos exemplares das versões C-95BM e C-95CM.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Helibras (Airbus Helicopters) UH-15A Super Cougar SAR N-7203 do Esquadrão Pegasus no Porta-Helicópteros Multipropósito A140 Atlântico no Porto de Salvador, Bahia, no dia 07 de dezembro de 2019. Empregado em missões de Busca e Salvamento, o UH-15A está equipado com farol de busca Spectrolab SX-16 Nightsun, guincho elétrico, torreta FLIR (Forward Looking Infra-Red), sistemas de autoproteção com lançadores de chaff e flare, RWR (Radar Warning Receiver), LWR (Laser Warning Receiver), MAWS (Missile Approach Warning System) e TDMS (Sistema de Gestão Tática de Dados).

Foto: Alberto Machado de Mattos - am.mattos@yahoo.com.br

.


.

.MAIO

.


.

ao de

No dia 31 de maio, publicamos 9 novas fotos nas páginas do GTE Grupo de Transporte Especial, sediado na Base Aérea de Brasília, no Distrito Federal, e do HS-1 Esquadrão Guerreiro, sediado na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, no Estado do Rio de Janeiro. Na imagem acima, o Airbus VC-1 FAB-2101 "Santos-Dumont" do GTE saindo da pista 06-24 e entrando na taxiway Bravo para acessar o pátio da Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 19 de maio de 2020. O VC-1 é uma versão do Airbus Corporate Jetliner, que é uma versão VIP do Airbus A319 de uso comercial. Na Força Aérea Brasileira ele é utilizado exclusivamente no transporte do Presidente da República, por isso o Grupo de Transporte Especial é subordinado ao Gabinete do Comandante da Aeronáutica.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Sikorsky SH-16 Seahawk N-3033 do Esquadrão Guerreiro no Porta-Helicópteros Multipropósito A140 Atlântico no Porto de Salvador, Bahia, no dia 07 de dezembro de 2019. Existem inúmeras diferenças entre os Seahawk da Marinha e os Black Hawk da Força Aérea e do Exército, mas uma das mais peculiares é a possibilidade de dobrar as pás do rotor principal do SH-16, para economizar espaço nos hangares dos navios onde opera embarcado, realizando missões ASW (Guerra Antissubmarinos) e ASuW (Guerra Ar-Superfície).

Foto: Alberto Machado de Mattos - am.mattos@yahoo.com.br

.

.

ao de

No dia 24 de maio, publicamos 9 novas fotos nas páginas do GEIV Grupo Especial de Inspeção em Voo, sediado no Aeroporto Santos Dumont, na cidade do Rio de Janeiro, e do 4º BAvEx Batalhão Ricardo Pavanello, sediado na Base de Aviação do Exército de Manaus, no Amazonas. Na imagem acima, o Raytheon BAe IU-93M FAB-6051 do GEIV na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 21 de maio de 2020. Após a retirada de serviço dos IC-95B e IC-95C Bandeirante, os IU-93A receberam novos equipamentos e passaram a cumprir novas missões, adotando a denominação IU-93M. Interessante observar que os pilotos estão usando máscaras, de acordo com o protocolo de prevenção à COVID-19 adotado pela FAB.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Sikorsky HM-2 Black Hawk EB-3003 do Batalhão Ricardo Pavanello decolando da Base de Aviação do Exército de Manaus, Amazonas, no dia 05 de dezembro de 2019. Essa foto foi feita durante a produção da websérie Cavaleiros de Aço, que conta a trajetória e o pioneirismo da antiga Aviação Militar e mostra a atuação da Aviação do Exército nos mais variados cenários e missões operacionais. A produção é da Street Filmes e Hunter Press e os nove episódios podem ser vistos no website www.avex100.com.br, no Facebook em @avex100 e no Instagram em @cavaleirosdeaco_avex. Um excelente trabalho que merece ser visto e divulgado.

Foto: João Paulo Zeitoun Moralez - joaopaulo@hunterpress.com.br

.

.

ao de

No dia 17 de maio, publicamos 8 novas fotos nas páginas do 1º GTT Esquadrão Zeus, sediado na Base Aérea de Anápolis, Goiás, e do 3º BAvEx Batalhão Pantera, sediado na Base de Aviação do Exército de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Na imagem acima, o Embraer KC-390 Millennium FAB-2853 do Esquadrão Zeus decolando da Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 08 de maio de 2020. Apesar de não ser um esquadrão, o Primeiro Grupo de Transporte de Tropa adotou o nome de Esquadrão Zeus, tendo em sua dotação duas esquadrilhas. Quando o 1º GTT receber a quantidade prevista de aeronaves, as esquadrilhas serão transformadas em esquadrões, sendo reativados o Esquadrão Coral e o Esquadrão Cascavel.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Helibras (Airbus Helicopters) HM-1 Pantera K2 EB-2023 do Batalhão Pantera decolando da Base de Aviação do Exército de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 05 de fevereiro de 2020. O 3º BAvEx ainda conta com alguns HM-1 tradicionais em seu inventário, mas desde o começo deste ano as operações aéreas estão sendo executadas pelos K2 modernizados. Externamente, as principais diferenças são: a protuberância sob o nariz por causa do novo radar meteorológico Telephonics RDR-1600, o reposicionamento das antenas que estavam sobre o cone de cauda e a proteção térmica na fuselagem traseira, necessária devido ao aumento da potência do motor. Mas a diferença mais marcante é o som, pois com a retirada de uma das pás do rotor de cauda, o Pantera perdeu o seu som característico, que o identificava de muito longe e colocava em risco a sua sobrevivência no campo de batalha. Deixou saudades...

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 10 de maio, publicamos 7 novas fotos nas páginas de dois esquadrões sediados na Base Aérea de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul: o 3º/3º GAv Esquadrão Flecha e o 2º/10º GAv Esquadrão Pelicano. Na imagem acima, o Embraer A-29A Super Tucano FAB-5713 do Esquadrão Flecha decolando da BACG no dia 27 de abril de 2020. As duas versões do A-29 tem a mesma capacidade de armamento (metralhadoras, lançadores de foguetes e bombas convencionais), porém o A-29A tem um raio de ação maior devido ao tanque de combustível extra no lugar do assento traseiro, e o A-29B pode transportar a torreta FLIR, que precisa do operador no assento traseiro.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Airbus SC-105 Amazonas SAR FAB-6550 do Esquadrão Pelicano na curta final para pouso na BACG no dia 15 de abril de 2020. O 2º/10º GAv possui dois SC-105 Amazonas SAR, e a única diferença entre eles é que o FAB-6551 possui uma sonda de reabastecimento em voo, que futuramente também será instalada no FAB-6550. Os dois possuem o sistema tático FITS (Fully Integrated Tactical System), o radar de busca multimodo Elta EL/M-2022A(V)3 e o EO/IR (Electro-Optical and Infrared) FLIR Systems Star SAFIRE sob o nariz, embora na imagem acima ele tenha sido retirado para manutenção.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 03 de maio, publicamos 8 novas fotos nas páginas do 1º GTT Esquadrão Zeus, sediado na Base Aérea de Anápolis, Goiás, e do /1º GT Esquadrão Gordo, sediado na Base Aérea do Galeão, na cidade do Rio de Janeiro. No dia 02 de maio, os dois esquadrões realizaram quatro missões de transporte de material de combate à COVID-19 para Manaus, no Amazonas. Os Embraer KC-390 FAB-2853 e FAB-2854 Millennium do Esquadrão Zeus transportaram cerca de 452.000 Equipamentos de Proteção Individual (EPI), sendo 300.000 máscaras cirúrgicas, 17.000 máscaras N95, 130.000 luvas, 4.080 óculos e 1.300 aventais, além de 1.080 litros de álcool em gel.

Foto: Davi Brito - davibrito1995@hotmail.com

.

.

ao de

Na imagem acima, o Lockheed C-130M Hercules FAB-2476 do /1º GT chegando na Base Aérea de Manaus. Os Hercules do Esquadrão Gordo transportaram mais de 12.000 litros de álcool em gel e 6 respiradores hospitalares para a capital amazonense, além de 200 cilindros de oxigênio que serão preenchidos e seguirão para Tabatinga, distante cerca de 1.100 km de Manaus. A ação foi coordenada pelo Centro de Coordenação de Logística e Mobilização (CCLM), do Ministério da Defesa, em parceria com o Ministério da Saúde, sendo executada pelo Comando Aeroespacial (COMAE), da Força Aérea Brasileira.

Foto: Davi Brito - davibrito1995@hotmail.com

.


.

.ABRIL

.


.

ao de

No dia 26 de abril, publicamos 6 novas fotos nas páginas do 7º ETA Esquadrão Cobra, sediado na Base Aérea de Manaus, Amazonas, e do 2º/7º GAv Esquadrão Phoenix, sediado na Base Aérea de Canoas, no Rio Grande do Sul. Na imagem acima, o Embraer C-97 Brasília FAB-2006 do Esquadrão Cobra na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 17 de abril. A área de atuação do 7º ETA é a parte oriental da Amazônia brasileira, compreendendo os estados do Amazonas, Roraima, Acre e Rondônia. Os Brasílias se encarregam das missões mais longas e com maior volume de carga, enquanto os C-98 e C-98A Grand Caravan realizam missões de curto alcance, especialmente em locais com pistas muito curtas ou sem pavimentação.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer P-95B Bandeirante Patrulha FAB-7108 do Esquadrão Phoenix durante uma passagem baixa na Base Aérea de Canoas, no dia 14 de agosto de 2019. Na realidade, essa aeronave é um P-95BM modernizado e foi o primeiro "Bandeirulha" a receber as modificações do Programa de Modernização dos P-95B, realizado pela AEL em parceria com a Força Aérea Brasileira. Os trabalhos foram realizados no PAMA-GL (Parque de Material Aeronáutico) do Galeão, no Rio de Janeiro, e o FAB-7108 serviu como protótipo. Curiosamente, todas as aeronaves modernizadas foram entregues aos esquadrões Phoenix e Netuno com um novo padrão de pintura, mas essa aeronave seguiu do PAMA-GL diretamente para o Esquadrão Phoenix, para ser pintado posteriormente.

Foto: Roberto dos Santos Ferreira - roberto_sferreira@yahoo.com.br

.

.

ao de

No dia 19 de abril, publicamos 5 novas fotos nas páginas do 1º/15º GAv Esquadrão Onça, sediado na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, e do 5º ETA Esquadrão Pégaso, sediado na Base Aérea de Canoas, no Rio Grande do Sul. Na imagem acima, o CASA/EADS C-105A Amazonas FAB-2806 do 1º/15º GAv pousando na BACG no dia 18 de abril, trazendo de São Paulo uma carga de 20.000 máscaras e 15 respiradores para ampliar a estrutura de atendimento às vítimas da pandemia de COVID-19. O Esquadrão Onça é uma das Unidades de Transporte da FAB que estão realizando essas missões humanitárias.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer C-95AM Bandeirante FAB-2291 do Esquadrão Pégaso na Base Aérea de Canoas, no dia 14 de agosto de 2019. Quando a Força Aérea Brasileira decidiu modernizar os cargueiros C-95 Bandeirante, a previsão inicial era de aproveitar as aeronaves das versões B e C, mas ao final dessa primeira etapa foram selecionadas algumas da versão A, um pouco mais antigas, mas com diversas células em boas condições. Antes de ser modernizado, o FAB-2291 era operado pelo PAMA-LS (Parque de Material Aeronáutico) de Lagoa Santa, em Minas Gerais. Assim que foi modernizado, ele foi entregue para a EEAR (Escola de Especialistas de Aeronáutica), em Guaratinguetá, São Paulo, sendo depois repassado ao Esquadrão Pégaso, onde permanece em uso.

Foto: Roberto dos Santos Ferreira - roberto_sferreira@yahoo.com.br

.

.

ao de

No dia 12 de abril, publicamos 7 novas fotos nas páginas do GTE Grupo de Transporte Especial, sediado na Base Aérea de Brasília, no Distrito Federal, e do 1º/14º GAv Esquadrão Pampa, sediado na Base Aérea de Canoas, no Rio Grande do Sul. Na imagem acima, o Airbus VC-1 FAB-2101 "Santos-Dumont" do GTE na curta final para pouso na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 09 de abril de 2020. Utilizado exclusivamente no transporte do Presidente da República, o "Santos-Dumont" é visto com frequência na BACG, cumprindo missões de treinamento dos pilotos e pessoal de apoio.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, os Northrop/Embraer F-5EM Tiger II FAB-4860 e FAB-4852 do Esquadrão Pampa em passagem baixa sobre a Base Aérea de Canoas, Rio Grande do Sul, no dia 14 de agosto de 2019. Os Tiger II da Força Aérea Brasileira foram modernizados através de um programa de revitalização desenvolvido pela Embraer, sendo a primeira aeronave (FAB-4856) entregue ao Esquadrão Pampa em 21 de setembro de 2005. Naquela época, a perspectiva era que voariam até 2015, mas atualmente a espectativa é que continuem operando ainda por vários anos, pelo menos até quando os F-39 Gripen sejam entregues ao 1º/14º GAv.

Foto: Roberto dos Santos Ferreira - roberto_sferreira@yahoo.com.br

.

.

ao de

No dia 05 de abril, atualizamos a página do 1º GTT Primeiro Grupo de Transporte de Tropa, agora denominado Esquadrão Zeus, sediado na Base Aérea de Anápolis, Goiás. Mesmo com a diminuição das atividades aéreas em todos os esquadrões por causa da pandemia do coronavírus, a Força Aérea Brasileira antecipou o cronograma de implantação operacional e está utilizando seus dois KC-390 no transporte de material de combate à COVID-19 para as principais cidades brasileiras. Na imagem acima, o Embraer KC-390 Millennium FAB-2853 pousando na Base Aérea de Belém, no Pará, no dia 02 de abril. No dia anterior, o FAB-2854 realizou uma missão semelhante.

Foto: Leonardo Carvalho - leonardo.jm.carvalho@gmail.com

.


.

MARÇO

.


.

ao de

No dia 29 de março, publicamos 5 novas fotos na página do 1º/15º GAv Esquadrão Onça, sediado na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Na imagem acima, o Cessna C-98A Grand Caravan FAB-2727 decolando da BACG no dia 17 de fevereiro de 2020. Essa aeronave cumpre missões de transporte leve e de curta distância no 1º/15º GAv, além de atender pequenas localidades na região de fronteira onde o C-105 Amazonas não consegue operar.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 22 de março, publicamos 6 novas fotos na página do 3º/3º GAv Esquadrão Flecha, sediado na Base Aérea de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Na imagem acima, os Embraer A-29B Super Tucano FAB-5951 e FAB-5940 na curta final para pouso na BACG no dia 27 de fevereiro de 2020. Por ser uma Unidade de Formação de Líderes de Esquadrilhas de Caça e o responsável pelo patrulhamento da fronteira com a Bolívia e o Paraguai, o 3º/3º GAv é um dos mais ativos esquadrões da FAB, realizando várias missões diariamente, inclusive no período noturno.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 15 de março, publicamos 5 novas fotos na página do 3º BAvEx Batalhão Pantera, sediado na Base de Aviação do Exército de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Na imagem acima, o Eurocopter HM-3 Cougar EB-4005 na final para pouso na Base de Aviação do Exército no dia 09 de março de 2020. O 3º BAvEx já recebeu dois HM-3 e aguarda a entrega de mais dois, que estão na Helibras passando por revisão geral. As quatro aeronaves pertenciam ao 4º BAvEx Batalhão Coronel Ricardo Pavanello, onde voaram por dez anos cumprindo missões na Amazonia.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 08 de março, publicamos 5 novas fotos nas páginas do IPEV Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo, sediado no DCTA Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, em São José dos Campos, São Paulo, e do 1º/2º GT Esquadrão Condor, sediado na Base Aérea do Galeão, na cidade do Rio de Janeiro. Na imagem acima, o Embraer C-97 Brasília FAB-2010 do IPEV decolando da Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 02 de março de 2020. Além de cumprir missões de transporte de pessoal técnico e material de apoio do IPEV, o FAB-2010 também é utilizado como aeronave de ensaios e de treinamento no Curso de Ensaios em Voo.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Embraer C-99A FAB-2520 do Esquadrão Condor na curta final para pouso na Base Aérea de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, no dia 27 de fevereiro de 2020. O FAB-2520 foi o primeiro C-99A entregue para a Força Aérea Brasileira e começou a operar no Esquadrão Condor em 2006, depois de ser utilizado pela empresa aérea Rio Sul entre os anos de 1997 a 2004 como ERJ-145 Jet Class, com a matrícula PT-SPB.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

No dia 01 de março, publicamos 9 novas fotos nas páginas do 2º/10º GAv Esquadrão Pelicano, sediado na Base Aérea de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, e do HU-91 Esquadrão Tucano, sediado na Estação Naval do Rio Negro, em Manaus, Amazonas. Na imagem acima, o Sikorsky H-60L Black Hawk FAB-8907 do Esquadrão Pelicano durante uma missão de treinamento na BACG no dia 28 de fevereiro de 2020. O FAB-8907 (ex-Esquadrão Pantera) é o segundo Black Hawk entregue ao Esquadrão Pelicano, que até o final de 2019 operava com uma aeronave emprestada pelos esquadrões Harpia ou Pantera. Atualmente, o 2º/10º GAv está operando com dois H-60L (FAB-8901 e FAB-8907) e dois SC-105 (FAB-6550 e FAB-6551). Os SC-105 FAB-2810 e FAB-2811 foram repassados para o Esquadrão Onça. Para o futuro, existe a possibilidade do Esquadrão Pelicano receber um terceiro SC-105 (FAB-6552) e a instalação da sonda REVO no FAB-6550, bem como a substituição dos H-60L por versões mais modernas e especializadas do Black Hawk.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Helibras (Eurocopter) UH-12 Esquilo N-7080 do HU-91 Esquadrão Tucano no hangar do HU-41 Esquadrão Hipogrifo na Base Aérea de Belém, no Pará, durante um pernoite em 14 de novembro de 2019. O HU-91 (Primeiro Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Noroeste) era o HU-3 (Terceiro Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral) até meados do ano passado, quando a Marinha do Brasil mudou a sua designação para que ele ficasse, de uma forma mais clara, associado ao 9º Distrito Naval, ao qual está subordinado.

Foto: Thyago Thomas - mec.thyago@gmail.com

.


.

FEVEREIRO

.


.

ao de

No dia 16 de fevereiro, publicamos 5 novas fotos na página do IPEV Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo, sediado no DCTA Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, em São José dos Campos, São Paulo. Na imagem acima, o Eurocopter H-55 Fennec FAB-8818 no DCTA no dia 03 de janeiro de 2020. Essa aeronave, chamada popularmente de "Esquilo biturbina" foi utilizada pelo GTE como VH-55 até 2010, quando foi transferida para o IPEV (junto com o FAB-8819) e foi utilizada até meados da década passada, quando foi desativada e armazenada. Em 2018, ela recebeu o novo padrão de pintura da FAB e voltou para o IPEV, onde é utilizada em voos de ensaios e no Curso de Ensaios em Voo.

Foto: Fábio Ramos de Andrade - fabio.bma@gmail.com

.

.

ao de

No dia 09 de fevereiro, publicamos 17 novas fotos na página do 3º BAvEx Batalhão Pantera, sediado na Base de Aviação do Exército de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Na imagem acima, o primeiro Eurocopter HM-3 Cougar entregue para o 3º BAvEx, no dia 05 de fevereiro de 2020. O EB-4005 pertencia ao 4º BAvEx Batalhão Coronel Ricardo Pavanello, que está recebendo os Helibras (Airbus Helicopters) HM-4 Jaguar. O HM-3 Cougar é o modelo AS532 UE Cougar Mk.1, com algumas adaptações exigidas pelo Exército Brasileiro para ser usado no transporte tático e apoio logístico, podendo transportar vinte e dois soldados, além da tripulação.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na primeira atualização de 2020, publicamos 7 novas fotos nas páginas do 2º ETA Esquadrão Pastor, sediado na Base Aérea de Natal, no Rio Grande do Norte, e do HA-1 Esquadrão Lince, sediado na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, no Estado do Rio de Janeiro. Na imagem acima, o Embraer C-97 Brasília FAB-2020 do 2º ETA pousando na Base Aérea de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, no dia 27 de janeiro de 2020. Interessante observar que essa aeronave ostenta um tipo de estrela único na FAB, diferente do padrão utilizado nas outras aeronaves com a camuflagem cinza. No estabilizador vertical está o cachorro-piloto Mutley, personagem de desenhos animados da TV, que simboliza a fidelidade, a tenacidade, a coragem e a perseverança em cumprir as suas missões.

Foto: Luciano Porto - luciano@spotter.com.br

.

.

ao de

Na imagem acima, o Leonardo (AgustaWestland) AH-11B Wild Lynx N-4001 do Esquadrão Lince decolando da Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia no dia 16 de dezembro de 2019. Esse é o primeiro AH-11A Super Lynx modernizado para o padrão AH-11B Wild Lynx, com novos motores LHTEC CTS 800-4N, sistemas de navegação, painel com telas digitais e compatibilidade com óculos de visão noturna (NVG), processador tático, sistema de navegação por satélite, sistema de prevenção de colisão de tráfego (TCAS), sistema de identificação automática (AIS), receptor de alarme de radar (RWR), medidas de apoio à guerra eletrônica (MAGE) integradas com dispensadores de contramedidas (Chaff e Flare) e um novo guincho elétrico de resgate. Atualmente o Esquadrão Lince possui três AH-11B e deve receber outros cinco até o próximo ano.

Foto: Guilherme Wiltgen - wiltgen@defesaaereanaval.com.br

.


.

VOLTAR

.


 

Copyright © 2001 - 2021 - WWW.SPOTTER.COM.BR - Todos os direitos reservados.

LEI INTERNACIONAL DE PROPRIEDADE ARTÍSTICA E LITERÁRIA.

 

Para todo documento (fotografia, ilustração ou qualquer reportagem) publicada nesta página, SPOTTER tem reservado todos os direitos, inclusive para o caso de concessão de patente ou modelo registrado. Sem nossa prévia autorização por escrito e devidamente confirmada não pode ser reproduzido nenhum documento, seja por meios convencionais ou digitais nem posto ao alcance de terceiras pessoas sem o respectivo crédito original e nem deve ser utilizado de outro modo ilicitamente pelo receptor ou terceira pessoa. As contravenções obrigam a indenização por eventuais prejuízos.

 

Copyright © 2001 - 2021 - WWW.SPOTTER.COM.BR - All rights reserved.

INTERNATIONAL LAW OF ARTISTIC AND LITERARY PROPERTY.


For every document (picture, illustration or any report) published in this page, SPOTTER has guaranteed all the rights, besides for the case of patent concession or registered model. Without our previous authorization in writing and properly confirmed any document cannot be reproduced, be for conventional means or digital for position to the third people's reach without the respective original credit and for it should be used in another way illicitly for the receiver or third person. The misdemeanors force the compensation for eventual damages.

 

Copyright © 2001 - 2021 - WWW.SPOTTER.COM.BR - Reservados todos los derechos.

LEY INTERNACIONAL DE PROPRIEDAD ARTISTICA Y LITERARIA.

 

Para todo documento (fotografía, ilustración o cualquier reportaje) publicado en esta pagina, SPOTTER se reserva todos los derechos, incluso para el caso de concesión de patente o modelo registrado. Sin nuestra previa autorización por escrito y debidamente confirmada no debe ser reproducido ningún documento, ya sea por medios convencionales o digitales ni puesto al alcance de terceras personas sin el respectivo crédito original y tampoco debe ser utilizado de otro modo ilícitamente por el receptor o tercera persona. Las contravenciones obligan a indemnización por perjuicios.